Como esvaziar estádios



Ontem devia ter feito a antevisão deste jogo, mas não a fiz. Teria dito que este seria um jogo muito importante para o Sporting acabar com a crise, provar que este é de facto apenas um momento de piores exibições que será ultrapassado. A vitória devia então ser um motivo de festejo, uma vez que nos deixa às portas da próxima fase da Taça Europa. Mas isso não aconteceu.

Contra um Herta sem equipa e sem treinador era preciso jogar muito pouco para conseguir os 3 pontos. E foi isso que o Sporting fez. Entrou nos minutos iniciais a jogar com muita (exagerada) prudência, mas com algum caudal ofensivo.

Paulo Bento aproveitou, e bem, para testar Adrien a trinco e Veloso a defesa esquerda. Durantes estes minutos iniciais provou-se uma escolha algo acertada, perdendo-se alguma potência no meio campo, devida à boa forma, já inegável, de Veloso, mas ganhando segurança nos flancos. Algo que tem feito bastante falta ao Sporting.

João Moutinho por outro lado continuava no seu calvário de jogar a médio direito, provavelmente a única posição em que não joga nada. Paulo Bento fartou-se de procurar, mas finalmente encontrou onde consegue anular o 28.

Entretanto Adrien consegue o golo. Com alguma sorte devido ao desvio num adversário, mas merecido pelo que a equipa tinha feito até agora. E foi então que, feito o muito pouco que era preciso fazer para ganhar o jogo o Sporting deixou de jogar.

Tornou-se quase um sacrifício, para os 16 e poucos mil presentes, ver aquilo que supostamente era um jogo de futebol. Caicedo mostrou que é um jogador que pode ser útil ao Sporting quando usado num jogo com as características certas, mas não certamente neste em que quem tinha a bola andava a passo e os restantes colegas esperavam plantados.

Aos 30 minutos Adrien vê o amarelo e se alguma coisa ainda funcionava minimamente no meio campo do Sporting desapareceu. Carriço e Tonel espalhavam ao comprido a falta de entrosamento e sem Adrien para apoiar era ver os atacantes medíocres do Herta progredirem em direcção à área sem qualquer tipo de oposição.

O resto do jogo resumiu-se a isto. O Sporting não queria jogar e o Herta não conseguia.

Até que aos 78 min acontece algo quase inacreditável. Paulo Bento resigna-se ao facto que o Sporting não quer produzir nada e tira Vuc, passando o Sporting a jogar com 2 trincos. Por um lado é uma substituição, a meu ver, sofrível (não que houvessem muitas mais a serem feitas), mas a verdade é que se provou um verdadeiro ovo de colombo. O que aconteceu nos minutos seguintes foi que o Sporting, com menos gente a não-jogar no seu ataque, conseguiu produzir mais futebol ! Onde os 5 elementos mais avançados do losangulo pastelavam, os 3 que restaram moviam-se com bastante mais facilidade entre o meio campo do Herta.

Obviamente que foi sol de pouca dura. O Herta faz o seu último miserável esforço e consegue arrancar um remate à barra.

O Sporting consegue os 3 pontos, mas é a assobiadela geral em alvalade. Depois de uma conquista europeia.

Se o Benfica esta época tem vindo a mostrar como se enchem estádios (continuar a sovar equipas depois de ter o jogo ganho) o Sporting deu aqui uma exibição de como os esvaziar.

6 comentários:

Antonio disse...

Bem, antes de mais não concordo quando dizes que quando o Sporting fez o golo, já o merecia. Se assim é, o Benfica devia ter ganho 2-5 ou 3-6 ontém em Atenas.

Adiante.

Também não concordo quando dizes que foi boa ideia Paulo Bento colocar Veloso a defesa esquerdo e Adrian no lugar habitual de Veloso. Grimi este alguns meses parados e foi lançado aos leões(ou dragões) repentinamente, sem força, volocidade, ou condição fisica. Qual é o objectivo de Paulo Bento? Retirar do meio campo o melhor jogador do Sporting nessa zona do terreno, para dar CONSISTÊNCIA DEFENSIVA NAS ALAS? E que tal motivar Grimi e dar-lhe minutos? E que tal obrigar Vuc e Moutinho a ajudarem os laterais?
Não. Como o plantel do Sporting está em formação, e os jogadores só estão juntos há 4 anos, é normal Paulo Bento andar a fazer testes...

Quanto aos adeptos em Alvalade, palmas aos 16 mil que continuam a ter coragem para ver aquilo.

Quanto aos adeptos do Benfica, as assistências em casa têm sido normais... a euforia está espalhada por outras zonas do país.

Como o Manuel disse, e muito bem, não façam do Benfica aquilo que não é, para depois ser fácil apontar o dedo...

cumps

Joao disse...

O Sporting é isso fox.

PENTA-PORTO!

Pedro Fonseca disse...

Sempre defendi a continuidade do Paulo Bento...mas isto já é de mais!
Já é tempo de mais para tão poucos resultados.

Rua com o Paulo Bento. É URGENTE MUDAR!

Ricardo Silva disse...

Nunca assobiei a minha equipa no seu próprio estádio.
Nunca saí do estádio da minha equipa antes dos agradecimentos dos Jogadores.
AMO muito o meu clube...mas confesso que estou farto, e este Sporting enche-me de tristeza.

The Crow disse...

A grande questão para os Sportinguistas é:
Será que outro treinador faria melhor?
É que dos 3 grandes o Sporting é claramente o que tem menos meios.

Polo disse...

Será que outro treinador faria melhor?

Atrevo-me a dizer que até o Luis Campos fazia melhor.

Mas algum treinador que se preze de o ser, que pegasse num plantel destes algo desiquilibrado(1)é uma verdade mas,composto na sua maioria com internacionais,chamava-lhe um figo.

(1)-Culpa do tiburcio.É certo que o clube não tem dinheiro nem se hipoteca para fazer loucuras,mas mesmo assim,ainda existem muitos bons jogadores que não tem lugar nos seus clubes e estes depois os emprestam, e o tiburcio,ao contrário de outros,nada fez para o conseguir.

Aonde andam estão os alas naquela equipa? Adapta-se o Vukcevic e o Izmailov à posição, o Djalo que fez toda a sua formação como ala tenta-se fazer dele um ponta de lança e, o, Pereirinha dica aquecer o lugar no banco.

Depois temos as famosas teimosias e compadrius do Tiburcio.

Teima-se em meter o Polga lesionado na equipa e deixa-se um em condições no banco.

Moutinho pode estar a ser o pior jogador da equipa que ele nunca o substitui, as sunstituições tocam sempre aos mesmos com Vukcevic e Postiga a serem os grandes prejudicados.

Penso que todos nós já observamos que o Moutinho e o Matias não podem jogar em simultaneo no desenho geométrico a não ser que o Moutinho jogue a trinco mas, o tiburcio,continua a teimar em meter os dois no jogo.Também se escolher só um deles para jogar de inicio, escolhe sempre o Moutinho que é um 6 ou um 8, em detrimento de um verdadeiro 10.

Mas como estas há muitas mais que de certeza todos vós também já se aperceberam.

Enviar um comentário

 
Trio Galático. Design by Wpthemedesigner. Converted to Blogger Template by Anshul