Atentado em Tel Aviv


Toda a gente sabe que o Benfica é o clube do povo. O que eu não sabia é que os jogadores do Benfica estavam do lado da função pública e iriam reivindicar o direito à greve logo num dia tão importante para o clube.

Depois da derrota em Lyon, disse neste mesmo blog que teríamos de vencer os três jogos que faltavam para merecer a passagem aos oitavos de final da prova rainha da Europa. O Benfica não conseguiu os 9 pontos e mereceu mais do que qualquer outro clube esta eliminação precoce.

Também já aqui disse que não fui daqueles que consideraram o grupo do Benfica, um grupo fácil, mas isso agora não importa e não há nada que justifique 3 derrotas fora de casa, 7 golos sofridos e zero golos marcados. Pior. Não há nada que justifique perder como perdemos ontem.

Eu até poderia justificar a derrota de ontem com o azar, com a falta de eficácia, com a sorte dos Israelitas, com 2 erros crassos do árbitro (1º golo do Hapoel e golo anulado ao Benfica), mas não. Não justifico desta forma, porque não é este o Benfica que eu quero ver na Champions, pelo simples facto de ter mostrado que não tem estofo nem experiência para estar nesta prova.

Se o ano passado o Benfica merecia estar na Champions, este ano merece estar na Liga Europa e fazer pela vida, ganhando experiência e "calo" Europeu.

O que se passou ontem em Israel é completamente inadmissível para um equipa com as aspirações do Benfica. Algo se passa...e não é a falta de jogadores que saíram. Perder 3-0 com uns coxos que nem jogaram nada de especial? Não pode acontecer.

Onde está a garra? Onde a raça? Onde está a ambição? Se fosse eu que mandasse, ontem tinha voltado a pé para Lisboa.

E agora? O que fazemos? Primeiro aguardo atenciosamente por uma justificação para o que se está a passar (e não é o treinador ou os jogadores que têm de dar essa justificação). Depois vem o mais fácil, e das coisas que sabe melhor enquanto Benfiquista: Levantar, sacudir a poeira e ir ao estádio apoiar. Apoiar o Benfica.

Aos que querem cabeças em bandejas, resta-me dizer: "Quem está mal que se mude..." ou perguntar: "O que já fizeste pelo Benfica?"

E Pluribus Unum!

Cumprimentos

8 comentários:

Fox disse...

Quem os viu e quem os vê...

Antonio disse...

Viste o quê Fox?

Daniel disse...

Viu a vulgaridade de uma equipa que já diziam que ia conquistar a Europa.

A pergunta que coloco é: será que o clube está, este ano, empenhado em mostrar que o ano passado foi um acidente?

Cada vez mais me convenço que o Benfica do ano passado foi um Benfica anormal, levado muito pela moral de estar a liderar o campeonato e pela possibilidade de ser campeão. Jorge Jesus mostra aquilo que sempre achei: que é um treinador banal, muito longe do super-treinador, mestre da táctica, que muitos diziam. Agora entre o Jorge Jesus do ano passado e o deste ano, qual deles é o verdadeiro?

Na minha opinião nenhum, mas o verdadeiro está mais perto deste, do que do outro.

Em relação ao jogo com o Hapoel ... vergonhoso. Faltou tudo e o problema começou no final da época passada. O clube não acautelou a saida de jogadores importantes, a recuperação de jogadores que vinham do mundial e todos esses aspectos que é preciso ter em conta para fazer um plantel vencedor.

Foi um Benfica fraco, preso nas suas próprias limitações e incapaz de ganhar a uma equipa CLARAMENTE inferior. Foi uma equipa vulgar, à imagem do que tem sido até agora.

Quando ao teu apoio incondicional, António, acho bem, mas não podes deixar de exigir responsabilidades e apoiar cegamente. Não acho que nesta altura, por exemplo trocar de treinador, seja a melhor opção, mas não podes censurar os que criticam e dizeres "o que já fizeste pelo Benfica?". É um direito que assiste aos sócios e adeptos e vendo que nem tudo vai bem no reino da águia, é também necessário exigir responsabilidades.

Sim, porque este grupo era um grupo ao alcance do Benfica e não só não passaram como ainda podem correr o risco de ficar fora da Liga Europa, o que seria uma vergonha completa.

Abraço.

Antonio disse...

Daniel

Ainda tens de me dizer quem é que disse que o Benfica ia conquistar a Europa.

O Jorge Jesus verdadeiro está mais perto de um Jorge Jesus de 1/3 de época do que de um ano inteiro. Viva a coerência!

Apoiar cegamente? O futuro do Benfica e a exigência de responsabilidades deve ser discutido nas assembleias gerais e não na praça pública como vocês querem!

Não te esqueças que se o Benfica não tivesse sido ridiculamente prejudicado pelo árbitro em Guimarães, na Luz com a Académica e na Madeira com o Nacional, esta equipa vulgar estaria a um ou dois pontos do super porto.

Abraço

Daniel disse...

Viva António,

O Jesus não está no segundo ano como treinador, ou está? Já mostrou durante muitos anos que é um treinador razoável, sim, mas longe do mago táctico que quiseram impingir durante muito tempo. Pelo menos na minha opinião.

Em relação ao apoio, obviamente que concordo que o local apropriado para exigir responsabilidades são as assembleias gerais mas não podes censurar a crítica pública aos jogadores, direcção e treinador. O criticar não tem nada a ver com falta de apoio. Eu critico o meu clube, quando é preciso, mas nunca (NUNCA) assobiei durante um jogo. Criticar é normal. O apoio tem que ser dado nos jogos. Faz-me confusão o pessoal que assobia durante o jogo. Já no fim, por exemplo, não me faz confusão nenhuma. Não jogaram bem, têm de ouvir, para saber não é só andar a passear a camisola dentro de campo.

Ou achas que agora não se pode dizer mal dos meninos que cria instabilidade? Cria instabilidade nos mentalmente fracos. As críticas servem para eles perceberem que não têm lugares garantidos.

E, obviamente, o clube tem de transcender tudo isso.

Em relação ao teu último comentário, a vulgaridade não se vê por estar a 2 ou a 10 pontos do Porto. Vê-se por ter levado 5 do principal rival e adversário, vê-se por ter levado 3 duma equipa fraca e inexperiente na Champions, vê-se por ter sido eliminado num grupo perfeitamente ao alcance, vê-se por ter estado a ganhar 4-0 e ter acabado o jogo sufocado (contra o Lyon), e por mais outras coisas.

Este ano, até agora claro está, o Benfica tem mostrado ser uma equipa vulgar, muito longe, sim, do "Super Porto" em pontos, em raça, em ambição e, acima de tudo, em futebol jogado.

Mas lá está, tudo isto são opiniões pessoais ;)

Abraço

Antonio disse...

O Jesus está no segundo ano de treinador, numa equipa que lhe dê condições para que alguém repare com muita atenção no seu trabalho.

A parte do jogo sufocado só pode ser para me rir, mas tudo bem...opiniões.

Eu não disse que se via a vulgaridade por estar a 2 ou a 10 pontos do Porto. Disse que uma equipa vulgar (como o Real Madrid, que perdeu 5-0 com o principal rival) devia estar neste momento a 2 pontos do porto...
--

O teu Porto hoje esteve muito bem... LOL. Tristeza...

Abraço

Daniel disse...

O teu Benfica respondeu à letra. Não sei qual é mais triste. ;)

Abraço

PS: agora numa cena que não tem nada a ver ... não esperava nada esta goleada do Barça. Até me doeu quando vi o resultado final. O Mou não dorme durante 1 semana, hehe.

Antonio disse...

O Porto não tinha necessidade nenhuma de emitir aquele comunicado, já que nada do que o Benfica disse tinha a ver com o Porto. Pôs-se a jeito...

Quanto ao Mourinho...esperava dificuldades, mas não esperava um descalabro destes. Começar um jogo destes a perder não é fácil, mas isso não justifica tudo o que se passou no resto do jogo. O Real nem parecia uma equipa de futebol, muito por culpa do Barcelona, mas também por demérito dos jogadores do Real.

Quanto ao Mourinho, não tinha à sua disposição soluções que lhe permitissem reagir a uma desvantagem de 2 golos. Muito fraquinho aquele banco do Real... Falta Kaka e falta Higuain, mas mesmo assim parece-me curto.

Viste as declarações do Mourinho? Diz que não lhe custa... LOL

Enviar um comentário

 
Trio Galático. Design by Wpthemedesigner. Converted to Blogger Template by Anshul