Deixem-me sonhar!

Depois de ausência prolongada, animem-se as hostes. O Trio Galáctico está de volta! Com este regresso, tudo faremos para inquietar o mais calmo e pacifico dos mortais, tudo faremos para irritar e fazer ferver o mais simplório e pacato dos adeptos. Isto é um aviso prévio… tenham medo e pensem duas vezes antes de entrar no reino do facciosismo e fervor futebolístico! Apoia o teu clube…mas apoia sempre!

Findo este momento de regozijo metal, vamos ao que interessa… Trio Galático - Época 2010 /2011:

O Sport Lisboa e Benfica volta a iniciar uma época com as quinas de campeão estampadas na sua camisola, realidade que enche de orgulho os milhões de benfiquistas espalhados pelos quatro cantos do mundo. Aliadas ao orgulho, as quinas são também sinónimo de responsabilidade acrescida, responsabilidade com a qual muitos adeptos do glorioso não sabem viver, ou conviver.
Sou jovem e vivi na sombra dos antepassados gloriosos do meu clube, cresci a ouvir falar de um Benfica dominador, conquistador e respeitado em todo o mundo. Contudo, apesar de me orgulhar de um passado que não vivi, nunca vi esse Benfica de que os mais velhos falam.

Talvez por ter crescido a ver o Benfica viver momentos dramáticos, com poucas conquistas e que em nada enalteceram a história deste grande clube, é que tenho mais facilidade em esquecer um passado mais longínquo e pensar de forma ponderada e consciente no início de cada época.

Muitos benfiquistas têm a errada tendência em elevar-se para um pedestal inalcançável ao cabo de uma conquista. Ficam vermelhos de orgulho, são os maiores, mas esquecem-se que as últimas conquistas do Benfica não têm tido continuidade, primam si por uma não desejável esporacidade.

Na sequência de 2004/2005, muitos foram os adeptos do Benfica que iniciaram esta época como terminou a anterior no Marquês, eufóricos e com uma certeza desmedida de que “agora somos campeões para sempre”. No meu ponto de vista, este excesso de confiança é péssimo e não abona em nada a nosso favor. A equipa do Benfica deve sempre contar com a confiança e apoio dos seus adeptos, mas esses adeptos devem transmitir tranquilidade à equipa e não coloca-la no topo do mundo sem qualquer jogo realizado.

Em 2005/2006 éramos os maiores do mundo, tínhamos os melhores reforços, a melhor equipa… e depois, do céu ao inferno, foi um piscar de olhos. Sejamos ponderados e realistas, não vamos repetir os erros do passado.

Este ano começámos mal, e não falo da equipa, mas si de uma percentagem +- relevante de adeptos, que após um ou outro mau resultado, uma ou outra falha colectiva, um ou outro erro individual, decidiram colocar tudo em causa. Já não somos os melhores do mundo, reforçámo-nos mal, não temos hipóteses… enfim, o costume.

Talvez o estado de espírito dos Benfiquistas esteja agora como deveria ter começado a época: apreensivo, cauteloso, realista, mas ainda confiante, com muita confiança na sua equipa e na estrutura que a suporta.

Enquanto adeptos, para recuperar os pontos de atraso, resta-nos apoiar mais e melhor do que o ano passado, dar o corpo às balas da crítica (muita dela paga a peso de ouro) e nunca deixar de apoiar o nosso clube perante os velhos do restelo. Se cumprirmos a nossa parte, voltaremos a festejar no fim, a exibir aquela euforia incontrolável que está cá dentro, presa por uma época que ainda agora começou.



Esta época, entre outros, temos um reforço de luxo a torcer pelo Benfica. José Torres que garantiu há bem pouco tempo o seu lugar cativo no 4º anel, aquele anel que não vemos mas podemos senti-lo e sentir a mística que ele carrega. Desse anel, José Torres voltará a gritar, na voz de milhões de adeptos: Deixem-me Sonhar!




Cumprimentos

2 comentários:

Fox disse...

Já o disse no ano passado, mas por muito bem (ou não) que o Benfica se reforce, tem sempre um adversário de peso à altura que é o próprio Benfica. Depois, contratar frangos por 8,5M€ também não ajuda não é ? xD

Fica a faltar a análise do plantel !

Antonio disse...

Sim. Fica a faltar uma análise ao plantel e a outras coisas que até agora correram menos bem, mas temos tempo.

Quanto ao Roberto, penso ser a ele que te referes, tenho uma opinião diferente da tua, mas também vamos ter muito tempo para falar sobre isso.

Enviar um comentário

 
Trio Galático. Design by Wpthemedesigner. Converted to Blogger Template by Anshul