Carta Aberta ao Sporting...por um Benfiquista!

Caro Sporting Clube de Portugal,

Escrevo-te esta carta porque estás doente, porque sei o que vivem os teus apaixonados adeptos. Ainda que, por muitas vezes, o facciosismo fale mais alto, respeito-os pela importância que têm no futebol Português, respeito-te a ti, Sporting, pela falta que fazes ao nosso futebol e pela grandeza do teu nome.

Nos momentos difíceis, sobressaem os grandes adeptos, sobressai o amor, o suor, as lágrimas caídas a cada desgosto, a paixão e principalmente a força vincada do mais verdadeiro dos adeptos. Sobressaem ainda os rivais dignos, aqueles que respeitam as instituições, não esquecendo duelos, mas relembrando-os com saudade e com paixão.

Não te escrevo esta carta por pena, longe disso. Escrevo-te sim para te relembrar da importância que tens no futebol Português, importância essa que se sobrepõe a uma rivalidade muitas vezes mal interpretada. Não, caro Sporting, não gosto de ti. Mas aprendi a respeitar-te, aprendi a respeitar os teus adeptos, aprendi a respeitar a tua história e os ideais que te movem.

Esta temporada tem sido complicada para ti e será nesta temporada que os teus adeptos se revelarão, ou não, verdadeiros. Quantas épocas drásticas como a tua eu já vivi? A quantas ofensas e impropérios das tuas gentes resisti? A quantos despautérios e provocações subsisti? Não censuro os teus adeptos, mas nesta fase má, compreendo-os e sei o que estão a sentir.

Num momento, que seria propicio a uma vingança acrescida de outras e antigas batalhas, opto pelo respeito, opto por lançar uma mensagem de que saber vencer, ainda que nada tenha vencido, é muito mais complicado do que saber perder.

Desejo-te, do fundo do coração, a maior das felicidades (salvo se os nosso destinos se cruzarem) até ao fim desta época e que consigas, até Maio, mostrar a garra, do verdadeiro Leão. A todos os teus adeptos desejo saúde e coragem, para estarem presentes em todas as alegrias e tristezas que lhes possas proporcionar.

Nunca desejarei um Sporting fragilizado. Nunca desejarei um Sporting falido. Nunca desejarei um Sporting acabado. Nunca desejarei um Sporting doente. Desejo acima de tudo que o Sporting se erga e que mostre a Portugal e à Europa o grande clube que é. Quanto mais forte estiver o Sporting, melhor terá de estar o Benfica se se quiser sobrepor ao eterno rival.

Para hoje, em Goodison Park, desejo que acordes deste pesadelo e que venças o Everton sem apelo nem agrado. A melhor das sortes!

Boa sorte a todos os Sportinguistas e Força, muita FORÇA, para hoje… e que na Final, no Hamburg Arena, se fale única e exclusivamente PORTUGUÊS!

Um abraço BENFIQUISTA!

5 comentários:

Francisco Reis disse...

Boas tardes,

Este sportinguista agradece a bela carta e espera ter, já para o ano três grandes clubes de novo a disputar a liga.

Saudações....desportivas

Jose Pedro disse...

A crónica ao jogo de ontem? Onde páram os sportinguistas aqui deste espaço?

Fox disse...

Peço desculpa pela minha (já que sou quem faz quase todos os posts do Sporting) mas estive ausente (festejar o fim dos exames é preciso !).

Em relação ao post... é bom saber que há quem veja o futebol sem ser através de palas coloridas.
O Sporting certamente está no pior estado que eu me lembro desde que comecei a seguir futebol (não desenterrem estatisticas dos anos 60 sff), mas estou - e estão também os Sportinguistas - certo que para a próxima época a história será diferente. Até porque os nossos colegas da 2ª circular já estiveram pior ! (aquela facadinha :D)

Dia 25 em Alvalade, lá estarei !

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
triogalatico disse...

Anónimo, se não quiseres que os teus comentários sejam apagados, agradecemos que assines os mesmos.

Enviar um comentário

 
Trio Galático. Design by Wpthemedesigner. Converted to Blogger Template by Anshul