Podre


Diz JEB:

"O comportamento de João Moutinho nos últimos tempos foi deplorável. Se eu não tivesse vivido a situação, não acreditaria que fosse possível descer tão baixo", disse o líder do clube de Alvalade, acrescentando: "No arranque de uma época nova, tínhamos um pomar com uma maçã podre, que iria contaminar o grupo. E não poderíamos continuar com uma maçã podre".

Diz Costinha:

E concluiu: "Tomámos uma decisão para defender o Sporting. Não queremos atletas que não se importam de trocar o Sporting por qualquer clube a qualquer preço. Não vou desejar boa sorte a João Moutinho, porque iria estar a desejar boa sorte ao rival. Só desejo que não se aleije". 

Quanto eu já pensava que a direcção do Sporting não podia descer mais baixo depois de ter sido entalada pelo Porto e obrigada a vender Moutinho... eis que estes dois animais (e não, não tou a pensar em leões) se enterram ainda mais e vêm lavar roupa suja em público, como forma de virar as atenções os adeptos do Sporting para longe do que fizeram insultando Moutinho, que deu tudo o que tinha e não tinha pelo clube sempre que cá esteve.

O que vale é que a maior parte dos adeptos vão cair na cantiga, porque senão para a próxima época ia fazer muito frio em Alvalade...

5 comentários:

Antonio disse...

Nem tudo ao mar...nem tudo à Terra!

Fox disse...

Não ? A mim até me chateia mais esta maneira mesquinha de tentarem safar a reputação deles do que própria venda do jogador, que ao menos foi por não saberem fazer melhor.

Anónimo disse...

Fox,

Tás todo fodido, homem.

1 - Isto não foi lavar roupa suja em público, foi apresentar justificações aos sócios. É óbvio que uma transferência destas obrigava a um esclarecimento como este.

2 - "(...) insultando Moutinho, que deu tudo o que tinha e não tinha pelo clube sempre que cá esteve."

- Da primeira vez que Moutinho quis sair do clube entrou logo a matar, quando ninguém o esperava nem parecia haver grande justificação.

- Desta vez mostrou bem o apreço que tinha pelo clube pelas frases que lhe são atribuídas.

- Continuo a ser o único a achar que o Moutinho tinha atitudes ridículas em campo? Parecia não querer jogar com o Matías, parecia que tinha inveja, não o deixava marcar livres... é este o interesse do clube?

3º - O que queres dizer com dar tudo pelo clube, o que podia e não podia? Que jogava os jogos todos por decreto, e que corría? Isto é dar tudo pelo clube ou a profissão dele? És capaz de me dizer uma atitude altruísta dele em relação ao clube?

Sou só eu que estranho que a maioria dos sportinguistas adorem o Moutinho e detestem o Veloso? Conseguem-me indicar as diferenças? Tirando diferenças pontuais no percurso, não vejo nada digno de destaque... tirando o facto do Moutinho ser sp titular e correr que nem um desalmado em campo, e ficar choroso quando as coisas corriam mal. Vamos agora ver se a atitude dele é igual no Porto, ou se ele cagava assim tanto amor ao clube como dizem.

Mookie

Fox disse...

1 - Obviamente que teria de ser dada uma conferência. Agora o que me revolta é que o Sporting é o único culpado por esta situação, visto que devia ter vendido o Moutinho antes. Mesmo que alegues que eles não conseguiam adivinhar o futuro (apesar de Pinto da Costa dizer, À ANOS que o queria e eles saberem que o contrato de Moutinho acabava para o ano...) a verdade é que isto de dizer que o Moutinho era uma maçã podre e de "não queremos atletas que não se importam de trocar o Sporting por qualquer clube a qualquer preço" (lol, Vukcevic) cheira-me a desculpa esfarrapada para tentar salvar a pouca reputação que ainda têm.

2/3 - Eu já disse muitas vezes que não acredito em "amor ao clube". É, para mim, algo completamente anacrónico, vindo de outros tempos em que o futebol português estava fechado em si próprio e as quantias que este (e o restante futebol internacional) eram muito inferiores ao que acontece hoje em dia.

(sim António, há excepções como o Rui Costa)

Tendo isto, e olhando para os jogadores como profissionais (e descartando a última época em que muito poucos jogavam alguma coisa) é inegável que, em situações em que a moral da equipa estava em baixo o Moutinho era SEMPRE dos poucos que não desistia e lutava para levar a equipa que representava à vitória.

É essa a grande diferença entre Moutinho e Veloso. Veloso, tirando esta época que finalmente percebeu que só jogando bem (onde quer que fosse) é que podia despertar o interesse internacional, frequentemente se arrastava pelo campo quando as coisas corriam mal ou o treinador o punha a jogar numa posição que ele não gostava.

A atitude do Moutinho, como profissional "emotivo" (lol) que é, deverá ser exactamente igual no Porto. E foi exactamente por isso que Pinto da Costa o quis.

Anónimo disse...

Para mim não se trata de uma questão de amor ao clube, mas de respeito. O Moutinho não teve claramente respeito pelo clube, que lhe deu muito, por isso não percebo que estejas chocado pelo facto de terem "insultado" o Moutinho.

Para além de que se não tinha amor ao clube, suponho que aches que era o seu profissionalismo que era merecedor de louvor... achas o comportamento dele nestes últimos dias foi de um bom profissional?

De resto, vieste basicamente confirmar a ideia de que os adeptos gostavam dele porque corría muito. Sempre achei que se elogiava muito as exibições do Moutinho quando na prática ele muitas das vezes não fazia nada de muito relevante no jogo inteiro.

Mookie

Enviar um comentário

 
Trio Galático. Design by Wpthemedesigner. Converted to Blogger Template by Anshul